quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Danço

No palco eu me liberto. Aqueles poucos minutos onde tudo é possível, onde faço de meu corpo o instrumento catalisador da mais pura arte. Sou movimento, música, sentimento. Sou arte. Em minhas veias corre o sangue, a adrenalina. Porém muito mais que isso, corre energia. Aquela energia que me faz percorrer o palco muito mais do que executando movimentos, mas explicitando idéias e jorrando sentimentos para todos que assistem, emocionando, tocando-os.

3 comentários:

  1. Quanta sinceridade! Ás vezes quando me chamam pra dançar, digo que não sei, mas na verdade todo mundo já nasce sabendo, vem de alma. Cada qual com seu próprio jeito! Preciso me libertar.

    ResponderExcluir
  2. Dançar faz bem, independentemente da maneira. Eu, por exemplo, me sinto mais livre dançando do que fazendo qualquer outra coisa. É mágico, haha!

    ResponderExcluir